Pesquisar este blog

domingo, 9 de fevereiro de 2014

Conheça as diferenças entre a primeira e a segunda gravidez



Detalhes que passaram despercebidos na primeira vez ajudam as mulheres a entender melhor a gestação


Por  Nathalia Bianco Louro 

Diferenças na segunda gravidez (Foto: Thinkstock)


Na primeira gravidez, tudo é sempre uma surpresa, os acontecimentos são novos na vida da mulher. Mas, durante a espera pelo segundo filho, ela está mais familiarizada com as transformações que irá enfrentar, o que ajuda a lidar melhor com esse período. “Por isso, a gestação acaba sendo mais tranquila”, explica a obstetra Karina Zulli, do Hospital São Luiz (SP).
Com um intervalo de até 3 ou 4 anos, a mulher ainda consegue se lembrar da sua primeira gravidez, mas depois de 5 anos, é como se fosse sua estreia no universo do barrigão. “Mas isso não significa que você não terá surpresas nem notar diferenças entre as duas gestações. Compare, a seguir.

Movimento antecipado
Quando espera o primeiro filho, a mulher costuma sentir o bebê se mexer entre a 20ª e a 24ª semana gestacional, enquanto na segunda gravidez, ela percebe o movimento com até 3 semanas de antecipação, em torno da 17ª. “Não raro, as mães de primeira viagem interpretam o movimento como gases e tem dificuldade de identificá-lo”, justifica Karina.

Dores no corpo 
Dores e cansaço costumam ser mais frequentes na segunda gravidez. Com o primeiro filho em fase de desenvolvimento, a mulher não só tem de se acostumar com as transformações típicas do período como precisa dar conta de todas as tarefas que envolvem os cuidados com uma criança pequena. “A dinâmica muda quando você já tem um filho em casa. E, muitas vezes, os desconfortos emocionais acabam se transformando em dores físicas na mulher”, conclui Karina.

Contrações de Braxton Hicks 
Também conhecidas como contrações falsas, acontecem com certa frequência quando o momento do parto se aproxima. Muitas vezes, as mulheres inexperientes têm a impressão errada de que entraram em trabalho de parto antecipadamente. A diferença é que as contrações falsas acontecem em intervalos irregulares, e param se a mulher adotar uma posição mais confortável. Quem já teve um filho antes é capaz distinguir melhor a diferença entre as contrações falsas e as verdadeiras, que ocorrem na hora H.

Parto mais rápido
As mulheres que têm parto normal geralmente sofrem menos na segunda gravidez, quando chega a hora. Um dos motivos está ligado a ansiedade. “Assim que as mães de primeira viagem sentem as primeiras contrações, elas correm para hospital”, conta Karina. “Já na segunda vez, elas conseguem perceber melhor o intervalo entre as contrações”.Além disso, o processo do parto tende a ser mais curto.


Outra fonte: Edilson da Costa Ogeda, obstetra e ginecologista do Hospital Samaritano (SP)



Conheça os Cursos Online 24 horas 
Curta nosso FACEBOOK 
Siga-nos no TWITTER